SitemapPollForumContacto







Pesquisar
English Portugese
Login





Angoche

O distrito de Angoche ocupa uma área de 2.986 km2, com uma densidade populacional de cerca de 83,1 habitantes por km2. A população total é de 248.120 habitantes e, na capital do distrito (Angoche-sede), esta população é estimada em 88.716 habitantes. O distrito está dividido em quatro postos administrativos - Angoche-sede, Aúbe, Boila e Namaponda e oito localidades. O governo está representado pelas Direcções Distritais de Agricultura e Pescas, de Educação, Juventude e Desportos, Indústria, Comércio e Turismo, das Obras Públicas e Habitação, da Cultura, do Plano e Finanças, dos Recursos Minerais e Energia, da Saúde e de Coordenação da Acção Social, entre outras instituições de também importância relevante. A coordenação da actividade governativa é feita através de sessões regulares do governo distrital. A autoridade tradicional também está presente e activa com um papel importante na resolução e mediação de assuntos de interesse local.

POSSE DE TERRA 

 Angoche é um distrito pequeno com elevada densidade populacional, o que faz com que haja pressão e conflitos para obter recursos, principalmente a terra e a água. A área cultivada pelo sector familiar é de 66.469 hectares que corresponde a 22% do total da área do distrito. O acesso à terra é determinado pela administração do distrito.

AGRICULTURA 

 A agricultura é a actividade económica dominante e envolve a maioria das famílias locais. As principais culturas alimentares do sector familiar são em ordem de importância: a mandioca, o milho, o amendoim, o feijão, o arroz, a mapira, a mexoeira e a batata-doce. As culturas mais comercializadas incluem a castanha de cajú, o amendoim, o arroz e o milho. As hortícolas não são cultivadas extensivamente no distrito. Na produção de culturas alimentares, os factores limitantes são a má qualidade do solo, a escassez de sementes, e de utensílios e, as pragas.
Os agricultores não recorrem a investimentos externos na agricultura e, estes usam métodos naturais e orgânicos (adubação orgânica) para aumentar a fertilidade dos solos.

PECUÁRIA 

 Os animais domésticos mais importantes no distrito, para o consumo dos agregados são galinhas e patos. Os camponeses não utilizam animais para tracção nem os comercializam. As principais limitações à expansão da actividade pecuária são as doenças, a falta de pastos e de dinheiro, bem como a inexistência de serviços de extensão.

CAÇA, PESCA E FAUNA BRAVIA 

 A fauna bravia, a pesca e a caça constituem uma importante fonte suplementar de alimento para as famílias do distrito. As espécies selvagens existentes no distrito são antílopes, macacos, coelhos, gazelas e galinhas-do-mato.

ÁRVORES E SILVICULTURA 

 Árvores fruteiras plantadas no distrito para uma variedade de utilizações domésticas e comerciais, incluem mangueiras, cajueiros, coqueiros, bananeiras, papaieiras, laranjeiras, tangerineiras e toranjeiras. As principais limitações a produção frutfcola são a insuficiência de terra ou a sua má qualidade, a escassez de sementes, a falta de interesse ou de experiência e as pragas. Além da fonte de material de construção local, as árvores (mangais e cajueiros) fornecem lenha e matéria prima para fazer carvão. Há problemas de erosão dos solos. A água é ainda um recurso de difícil acesso, principalmente para as pessoas nas áreas rurais do distrito. As comunidades abastecem-se com a água dos rios, dos furos e dos poços.

 

 O distrito tem acesso a uma extensa rede de mercados, devido às suas ligações rodoviárias com Nampula e o corredor de Nacala, e porque a vila de Angoche é um porto. As transações comerciais para a maioria dos produtos (agrícolas e bens de consumo), são conduzidas nos vários mercados e lojas locais. As maiores restrições à comercialização agrícola são os baixos preços ao produtor, a escassez de excedentes agrícolas, o pequeno número de compradores e a distância aos mercados. Existem fábricas de processamento de cajú. O distrito possui sistemas formais de crédito implantados bem como os informais. Angoche é acessível por transportes rodoviário e marítimo e, em termos de telecomunicações por telefone e ligações via rádio.

SECTOR SOCIAL 

 Em termos de infra-estruturas, o distrito tem 1 hospital rural, 6 centros de saúde, 6 postos de saúde, 1 escola secundária, 5 escolas primárias do segundo grau e 77 escolas primárias do primeiro grau. O distrito ainda não foi declarado livre de minas, o que faz com que haja um impacto negativo nas actividades económica e produtiva, principalmente na agricultura e o comércio, bem como o acesso às comunidades rurais e o absentismo escolar.

 

Copyright © 2005 MCTTerms & ConditionsDeveloped by Mzbusiness.comPowered by Oracle Portal